Primeira turma do Empório Mães Cuidadoras termina e resgata mais de R$ 29 mil

0
6


Na ultima terça-feira, na sede da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS), as participantes do Empório Mães Cuidadoras I receberam um cheque do fundo de reserva do programa.

Durante os dois anos de duração do Empório, uma parte da renda gerada com a comercialização dos produtos feitos pelas mães de pessoas com deficiência ficou retida. Foi justamente essa verba, de R$ 29.566,75, que as 22 participantes receberam.

A cerimônia contou com a participação de autoridades municipais que viram a prestação de contas dos dois anos do programa. Adriana Bueno Molina, secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, falou sobre a convivência com as mães, dizendo que elas deixarão saudades, mas que as portas continuam abertas. Adriana destacou ainda que a SADS é o “lugar onde todos se socorrem. Ao longo dos anos fiquei mais sensível, isto aqui não é um trabalho, e sim uma missão”.


Sônia Furlan, presidente do Fundo Social de Solidariedade, disse entender o significado dessa convivência para ambas as partes. “É uma honra trabalhar nesse local. Todas as necessidades mais específicas, como as de vocês, chegam até nós e vocês são muito especiais, pois conseguiram o resultado que desejávamos. Tudo que vocês aprenderam é motivo de muito orgulho e queremos o mesmo resultado para o grupo de mães que fará parte do Empório Mães Cuidadoras II.”

Ao final, Sônia Furlan entregou o fundo de reserva. Esse subsídio financeiro permitirá às mães que iniciem seu próprio negócio.

História

O programa Empório Mães Cuidadoras foi iniciado em maio de 2017 e ofereceu cursos de chocolateria, confeitaria, panificação e gestão empreendedora. Foi encerrado em junho de 2019 e contou com acompanhamento até novembro. O Empório Mães Cuidadoras começou de um sonho. Mães de crianças com deficiências queriam trabalhar, mas precisavam cuidar de seus filhos. Quando pediram ajuda a presidente do Fundo Social, a gastronomia surgiu como oportunidade. O Empório inclusive está apoiado na lei municipal 2.629/18 de Incubadora Social.

De 2017 a 2019, entre comercialização dos produtos em eventos e nas secretarias parceiras, as Mães Cuidadoras venderam R$ 130.528,94.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui